rugas

Como tratar as rugas na face

Como tratar as rugas na face

As rugas são sinais de envelhecimento da pele e surgem devido a dois motivos principais: a perda de colágeno – responsável pela sustentação da pele – e o aumento das atividades dos músculos – causando as chamadas linhas de expressão. Além de disso, exposição solar, poluição, estresse, privação do sono e pouca hidratação podem acelerar o processo de envelhecimento da pele.

Tipos de rugas

As linhas de expressão são os primeiros sinais aparentes do envelhecimento da pele, em função da contração e do relaxamento constantes da musculatura da face. Elas se desenvolvem, principalmente, se o organismo já começou a sofrer alteração na produção de colágeno e elastina devido ao envelhecimento. É quando isso acontece que começam a aparecer as rugas.

Existem quatro tipos de rugas:

  1. Rugas finas: comuns em pessoas com pouco mais de 30 anos e peles mais claras, as rugas finas estão associadas à perda de colágeno, afetando a camada superficial da pele.
  2. Rugas profundas: consequência do envelhecimento natural e causado por fatores externos, as rugas profundas costumam aparecer a partir dos 45 anos, devido à perda intensa de colágeno e afinamento da derme.
  3. Rugas gravitacionais: causadas, principalmente, pela redução das fibras colágenas e elásticas, as rugas gravitacionais aparecem junto com a flacidez dos músculos e com a ação da gravidade, deixando sobras de pele, como o bigode chinês, linhas de marionete e fladicez abaixo da mandíbula. Esse tipo de ruga é mais evidente em pessoas acima de 50 anos.
  4. Rugas dinâmicas: são as linhas de expressão geradas pela contração dos músculos da face e, se formam na região da testa, no lábio superior, entre as sobrancelhas e no canto dos olhos. Seu aparecimento é mais comum a partir os 30 anos.

Diagnóstico e tratamento das rugas

Embora possa parecer um problema óbvio e visível a olho nu, o diagnóstico das rugas requer a avaliação de um de dermatologista ou cirurgião plástico. O profissional avaliará os sinais tanto na parte preventiva quanto na terapêutica, indicando o tratamento adequado.

Essa avaliação é feita com a análise das proporções faciais, qualidade da pele e do padrão de contração muscular. 

Existem dois tipos de tratamento: os tratamentos com produtos dermatológicos e os tratamentos feitos com procedimentos estéticos, como laser, preenchimentos e aplicação de botox.

Os cremes antirrugas agem como um renovador celular. Eles removem a camada morta da pele, permitindo que suas substâncias promovam um estímulo para a produção de novas células. Com isso, aumenta a concentração de colágeno e elastina, proporcionando maior firmeza e elasticidade da pele, o que, por sua vez, atenua as rugas existentes e previne o aparecimento de novas.

Já os procedimentos estéticos, tratam as rugas de diferentes formas. Os procedimentos mais comuns são: toxina botulínica (o famoso botox), laser, peelings, preenchimentos, bioestimuladores e fios de suspensão. A escolha do tratamento dependerá do tipo de ruga e da sua evolução na pele.

Além dos tratamentos estéticos, é muito importante a prevenção. Sabemos que os raios solares são os principais causadores do envelhecimento da pele. Então usar filtros solares, roupas adequadas e chapéus, é crucial. Assim como ter uma boa alimentação e evitar o tabagismo e bebidas alcoólicas. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgiã plástica em Belo Horizonte!

Posted by Dra. Patrícia Lana in Todos